Descubra o Restaurante e Cachaçaria

Mandacaru

Nós do Mandacaru somos apaixonados pela culinária regional do Nordeste e agora estamos do outro lado do balcão. Queremos proporcionar a você, sua família e amigos uma experiência gastronômica excepcional. Nossa intenção é recebê-los como nossos amigos em nossa casa, proporcionando um ambiente agradável e descontraído.

Além de restaurante regional, também somos uma cachaçaria que conta com uma Carta de Cachaça com 48 rótulos de diversas regiões do Brasil, selecionados pelo Sommelier João Almeida que também assina nossa Carta de Coquetéis. Caso queira ter uma experiência sensorial única, peça assessoria ao nosso chefe de bar para uma degustação orientada.

Faça sua

Reserva

Para maiores informações entre em contato
(11) 2806-9282

Do nascimento à Carta do Mandacaru

Cachaças

A Cachaça nasceu em algum lugar no litoral brasileiro, entre os anos de 1516 e 1532. Isso é tudo que sabemos sobre a mais genuínas das bebidas brasileira. Não, não há certidão de nascimento.

Invasões, revoltas e guerras acompanhadas de saqueadores que destruíram muitos de nossos registros documentais que poderiam comprovar a origem da Cachaça. Mas a isso tudo resistiu a história. A Cachaça pode ter nascido na Feitoria de Itamaracá (PE) em 1516, em Porto Seguro (BA), no litoral baiano, em 1520 ou ainda em sua versão mais aceita, em 1532 na então Capitania de São Vicente (SP), onde até hoje resistem as ruínas históricas do que seria o primeiro alambique erguido em terras brasileiras.

Fato é que a aguardente produzida por aqui arrebatou os portugueses e, com auxílio dos grandes navegadores que riscavam o mapa aquático mundial, ganhou todo o planeta. A branquinha ou amarelinha atravessou o tempo. Cinco séculos depois da primeira destilação a Cachaça segue firme, acompanhando a cultura, a origem e a história de um povo, que hoje faz dela, companheira na mesa ou companhia na cozinha. Com suas mais de 30 madeiras para matura-la, tornando-a ainda mais complexa e interessante sensorialmente, a Cachaça pode ser consumida desde um prato de entrada até um cafezinho final.

A Carta do Mandacaru foi inspirada nesta diversidade. Mais do que um indicativo ela é um convite a uma viagem sensorial, seja por nossa cozinha, ou pelos quatro cantos deste país onde se moi uma cana e se destila uma Cachaça. Escolha sua viagem e aprecie com moderação.

Conheça nosso

Sommelier

Jornalista, analista sensorial, sommelier de Cachaça, bartender e apaixonado pela branquinha nacional. Assim é o autor da Carta de Cachaça do Mandacaru. O especialista escolheu cuidadosamente cada madeira que comporia esta carta. Cada graduação alcoólica e cada experiência sensorial proporcionada pelo encontro perfeito entre o que se produz em nossa cozinha e o que se bebe em nossa mesa. João Almeida afirma que a Cachaça não tem data de nascimento conhecida, mas crava categoricamente, que a cultura de consumir a boa Cachaça em Guarulhos, tem uma origem certeira: Mandacaru Cachaçaria.

perfil
Assine nossa

Newsletter